Não leve Crianças ao Museu

Provavelmente você já viu alguma vez na vida, uma criança dando um baita de um show por ai… Seja no mercado, ônibus, rua, shopping, museu, , restaurante, café… Lugares ‘públicos’ em geral. - Elas realmente gostam de causar nos lugares aonde tá cheio de gente olhando. Porque em casa não é assim não, ok? HAHAHAHA

E levar as crianças a qualquer lugar que não seja o parquinho e/ou o McDoanld’s mais próximo, é um desafio… Alguma coisa vai acontecer. - Não é frescura de pai não. Pode perguntar pra qualquer pai (de criança nova, ou criança grande/adulta), eles provavelmente não serão tão dramáticos como eu estou sendo, mas vão falar que realmente é difícil. Ué

Mas voltando ao raciocínio aqui… Todo vez que eu e a Priscila vamos sair com as crianças, nós pensamos umas 10 vezes pra ver se aquela role/lugar é legal para as crianças, se tem banheiro bom e de fácil acesso, com trocador de preferencia. Se nesse dito lugar possa ter um brinquedo e/ou parquinho. Se é seguro. Se tem que pagar, se criança paga, se criança é bem vinda, será que vai ter cadeirinha? O que pode ser quebrado lá dentro e se quebrado quanto terei que desembolsar? Se der tudo errado, as fotos desse role vão valer a pena? Sim. HAHAH - Chega a ser cansativo e no final das contas a gente acaba ficando em casa mesmo.

Mas de um tempo pra cá eu to é me cagando pra todo esse pensamento. Por mais que o segurança do museu fique atrás da gente o tempo todo e que a cada passa dos meus filhos eles venha me dizer que ali não pode tocar, não pode encostar, não pode sentar, não pode e não pode... E por mais que em qualquer café/restaurante que eu vá e seja recebido com olhares diferenciados, só porque meus filhos entram gritando e dizendo: pai, que isso? Pai, olha isso? Pai, porque isso? Mãe, que que isso? Mããããããe, olha isso. Paaaaaaiê, olha que legal. Mami, to com fomo. Mami, quero comer. Maaaaaamiii… Quero dizer a todos, que cansei de limitar a mim e a minha família, simplesmente pelo que os outros estão julgando do meu ser, da forma que eu crio/educo meus filhos e tudo mais. Ok?

Afinal, criança grita mesmo, criança fala mais de 200 porquês por dia. Criança é exploradora, ousada, alegre, peralta o tempo todo, até quando tá dormindo e ama mexer nas coisas. Se é por isso que vão me olhar feio, não é por isso que eu vou deixar de ir aonde eu quero e tenho desejo de ir. 

Nenhuma criança, nem muito menos qualquer pessoa pode limitar a nossa vida de acontecer da forma que a gente bem entender. E por esse entendimento ter acontecido em nossa vida, hoje não queremos mais saber como vai acontecer… A gente já sabe que vai ser loucura, vai dar errado, as crianças vão ficar de saco cheio de uma hora pra outra e vão gritar, chorar, espernear… Alguma coisa vai quebrar, cair e todo mundo vai olhar pra gente com cara de bunda fedida. Mas e dai? Como disso exteriormente. As fotos vão valer a pena. HAHAHHA - E mais que isso, a experiencia em si vai valer a pena, desde o que deu errado, os que eles descobriram, viram e garanto que aquilo tudo ficou guardando dentro da memória deles, como algo incrível que provavelmente será lembrando durante anos. (:

Visitar o MON, famoso museu do olho, vulgo Museu Oscar Niemeyer, foi incrível. Recebi 77x7 broncas dos seguranças, as crianças gritaram o tempo todo, escoltaram em varias obras e correrem pra tudo conte lado. Eu fiquei louco, a Priscila ficou louca e depois de tudo ter acontecido de forma caótica, a gente decidiu ir para um café, só pra terminar em grande estilo… Daquele jeito que você que é pai/mãe de ‘trovões’, sabe bem como é. HAHAHA - Foi nesse momento que eu desisti e fiz algo que nunca faço. Liguei o celular em Toy Story 3 e deixei eles ficarem quietos pelo menos durante o tempo que eu e a Priscila pudéssemos tomar um delicioso café e comer o melhor bolo de coco do mundo, o bolo de coco do Arte e Letra.

Ou seja, leve as crianças aonde você quiser. Se alguém não gostar... Problema delas. :) _|_